Com qual idade devo levar meu filho para colocar aparelho?

Ortodontia e fono: a evolução do trabalho que alcança resultados rápidos
Ortodontia e fono: a evolução do trabalho que alcança resultados rápidos
27 de agosto de 2019
Dr. Alysson Resende e o fim do temido motorzinho
Dr. Alysson Resende e o fim do temido motorzinho
27 de agosto de 2019
Com qual idade devo levar meu filho para colocar aparelho?

Com qual idade devo levar meu filho para colocar aparelho?

Boa parte da qualidade de vida das crianças está intimamente relacionada ao bom desempenho de suas bocas. A ortopedia preventiva usa aparelhos fixos ou móveis para conduzirem o remodelamento das estruturas ósseas, musculares, articulares e funcionais. Esses aparelhos funcionam conduzindo o crescimento maxilar ou mandibular para corrigir deformidades ósseas já estabelecidas ou prevenir futuras desproporções ósseas que podem afetar a saúde do paciente ou sua harmonia facial. Esse tratamento preventivo pode até evitar uma cirurgia ortognática mais complexa quando adulto.

Com a obtenção de uma oclusão adequada, evitam-se problemas de respiração (muitas vezes, o paciente é respirador bucal por falta de desenvolvimento dos ossos maxilares), deglutição, fala e da articulação temporomandibular. Além de promover inúmeras melhoras funcionais, o tratamento ortodôntico preventivo também possibilita uma higiene bucal mais eficiente por meio do melhor posicionamento dos dentes e um sorriso mais atrativo, o que melhora a autoconfiança da criança que, muitas vezes, já é alvo de crítica dos colegas.

Assim, a estética da face e as funções exercidas pela boca são restabelecidas pela ortopedia funcional maxilar, trazendo o equilíbrio do sistema bucofacial.

Então, quando devo procurar um ortodontista? Quanto mais cedo notar alguma alteração.

Na prática, se a criança apresenta uma alteração óssea (mandíbula muito para frente ou muito para trás), aos 4 anos ela já aceita bem o tratamento, seja com aparelho móvel, seja com procedimentos clínicos mais simples.

Em nossa clínica temos um segmento que é diretamente voltado para prevenção das más oclusões e o tratamento das imperfeições ósseas já estabelecidas. Oferecemos tratamento odontopediátrico em geral, por meio de uma avaliação completa da saúde bucal da criança.

Abaixo, uma relação de sinais e sintomas que podem ser tratáveis pela ortopedia funcional dos maxilares:

• apneia do sono;
• bruxismo (ranger de dentes durante o sono);
• apertar dentes;
• dores de cabeça;
• zumbido e/ou no ouvido;
• dores na face ou nos maxilares;
• queixo saliente;
• dentes tortos;
dentes apinhados;
• dentes da frente que não se tocam, dentes superiores da frente que cobrem os inferiores;
• dentes salientes ou queixo retraído;
• mordida cruzada atrás;
• lábios normais que se mantém abertos;
• língua entre os dentes da frente;
• hábito de sucção de dedo e chupeta.

Ajuda? Chat via WhatsApp