Acredite: podemos esconder o seu aparelho fixo, ortodontia lingual

TruKlear, primeiro bráquete autoligado 100 % sem metal
TruKlear, primeiro bráquete autoligado 100 % sem metal
26 de agosto de 2019
Ortodontia e fono: a evolução do trabalho que alcança resultados rápidos
Ortodontia e fono: a evolução do trabalho que alcança resultados rápidos
27 de agosto de 2019
Acredite: podemos esconder o seu aparelho fixo, ortodontia lingual

Acredite: podemos esconder o seu aparelho fixo, ortodontia lingual

Imagine corrigir dentes desalinhados e chegar a um sorriso perfeito sem mostrar o aparelho ao sorrir? Isso é possível com a técnica da ortodontia lingual. Esse método de correção ortodôntica usa os braquetes colados por trás dos dentes (na face lingual), mantendo o aparelho totalmente imperceptível. Ele é parecido com o tradicional aparelho de metal. A diferença fica por conta do aparelho lingual ser fixado na parte interna dos dentes. Ou seja, os dentes continuam à mostra, enquanto o aparelho, que fica escondido dentro da boca, faz o trabalho de ajustes e alinhamento, não alterando em nada o seu sorriso.

Por volta dos anos 70, no Japão, a ortodontia mundial começou a caminhar rumo à evolução estética. Isso graças ao professor dr. Kinya Fujita, da Universidade de Kanagana, quando decidiu fixar os braquetes na face lingual dos dentes (atrás deles). Tudo começou porque o ortodontista tinha vários pacientes praticantes de lutas marciais. Assim, começou a desenvolver a técnica, a fim de minimizar os machucados na parte interna dos lábios.

No mesmo período, nos Estados Unidos, outro renomado profissional, conhecido como dr. Kurtz e que tratava de celebridades, precisou criar um método mais discreto de aparelhagem no tratamento de uma paciente – a “coelhinha” da extinta e famosa revista Playboy. Mais tarde, revistas de celebridades, como a People Magazine, já anunciavam vários famosos americanos com aparelhos linguais. Afinal, passaram a não querer aparecer para o mundo com o sorriso metálico.

Assim, como a estética é sempre um tema atual e a procura por ela é grande, a ortodontia lingual continuou evoluindo. A técnica ortodôntica lingual é considerada uma técnica estética, que demanda tempo de trabalho, habilidade do profissional que a utiliza e é indicada para os diferentes tipos de más oclusões – inclusive para os casos que envolvem cirurgia ortognática.

Como em toda técnica há suas vantagens e desvantagens, uma destas é a dificuldade na adaptação da fala por parte de alguns pacientes, na fase inicial do tratamento; assim como escoriações que podem acontecer na língua. Mas é importante salientar, com relação à adaptabilidade do paciente, que muitas das dificuldades são iguais às com os aparelhos tradicionais, os vestibulares (colocados na face externa dos dentes), que são rapidamente superadas.

Em relação às vantagens da técnica lingual, podemos elencar como principais:
• O aparelho é invisível, otimizando a estética;
• Não altera o contorno labial;
• Representa uma opção de tratamento para aqueles pacientes que não aceitam a técnica vestibular;
• Preserva dentes que apresentam manchas e descalcificações, tendo em vista que a colagem é realizada na superfície lingual dos dentes;
• Em casos de inflamação gengival, o aparelho fica localizado na superfície lingual dos dentes;
• Melhores condições biomecânicas, em alguns casos, como mordidas profundas, expansão e protrusão;
• Há depoimentos, também, de que o aparelho é confortável e bem mais fácil de ser higienizado;
• Facilita a visualização estética dental e facial.

Logo, praticamente invisíveis, os aparelhos linguais são uma opção discreta existente no mercado quando o assunto é correção e alinhamento dos dentes. Procure um especialista de sua confiança e faça uma avaliação, afinal, a estética também é saúde.

Ajuda? Chat via WhatsApp