A posição de trabalho e a saúde dos dentistas

A importância da fotografia na odontologia, Diga: Xis!
A importância da fotografia na odontologia, Diga: Xis!
27 de agosto de 2019
Seu sorriso tem mais poder do que você imagina
Seu sorriso tem mais poder do que você imagina
27 de agosto de 2019
A posição de trabalho e a saúde dos dentistas

A posição de trabalho e a saúde dos dentistas

É muito comum ouvirmos pessoas que permanecem longos períodos em pé ou sentadas no trabalho reclamarem de dores nas pernas e aparecimento de varizes. No meu caso, como dentista, minha profissão exige que eu passe até mais de 10 horas por dia sentado. Claro que esse não é um “privilégio” para apenas nós, dentistas, a grande maioria das pessoas passam em média 1/3 do dia sentadas.

Mas será que, quanto mais tempo permanecemos sentados ou em pé, parados, mais varizes nas pernas vamos ter? Para esclarecer um pouco melhor essa questão, convidei a Dra. Livia Lyra, angiologista e cirurgiã vascular.

O que a Dra. Livia nos explica é que o sangue é bombeado pelo coração para todo o corpo por meio das artérias e retorna ao coração pelas veias. O retorno venoso das pernas é feito contra a gravidade. Para facilitar esse retorno, as veias possuem válvula em seu interior, e os músculos da panturrilha (batata da perna) empurram o sangue para cima.

Fato é que, quando nos encontramos sentados ou em pé, parados, sem funcionamento da bomba da panturrilha, a pressão de sangue na perna é cerca de 10 vezes maior do que quando estamos deitados. Tal situação pode predispor o aparecimento de varizes e sintomas de dor, peso e cansaço nas pernas.

Um estudo com mais de 38 mil trabalhadores, publicado em 2015 por pesquisadores dinamarqueses, mostrou que profissionais que permanecem longos períodos parados em pé ou sentados têm maior risco de sofrer uma cirurgia para tratamento de varizes. Claro que outros fatores de risco, como predisposição familiar (genética), obesidade, idade, uso de hormônios femininos, gravidez, sedentarismo, tabagismo, entre outros também contribuem para o seu aparecimento, como destacou Dra. Livia.

Um recurso que utilizo em conjunto com as orientações do angiologista e tenho obtido resultados satisfatórios é usar, no meu consultório, a Salli, que me proporciona uma postura equilibrada. Não se trata de remédio nem de tratamento. A Salli é um mocho inspirado numa sela de cavalo, que permite que o profissional fique sentado com angulação de 135º, utilizando o seu esqueleto para uma postura mais ereta e sobre o ísquio (osso que constitui a zona inferior da pélvis – quadril) e que apoia o corpo quando estamos sentados, diminuindo a sobrecarga dos tecidos moles, facilitando a circulação, evitando dores nas costas e articulações, além de ser biomecanicamente favorável aos movimentos do dia a dia.

Assim, fique atento às novas tecnologias que o mercado nos proporciona e aos sinais que o nosso corpo nos dá. É importante se movimentar, manter hábitos de vida saudáveis e cuidar da sua saúde como um todo, pois com toda a certeza isso tudo refletirá no seu sorriso.

Ajuda? Chat via WhatsApp